Em formação

Por que dói quando você pega doces, se você tem cáries nos dentes?

Por que dói quando você pega doces, se você tem cáries nos dentes?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Quando você tem cáries nos dentes, tomar qualquer bebida ou alimento doce causa sensibilidade ou dor. Qual seria a razão?


A casca externa de um dente é o esmalte, que é duro e denso, de modo que pouca coisa pode penetrá-lo. Abaixo dele está a dentina (ou dentina), que é óssea, mas possui canais microscópicos que vão até o centro do dente, onde residem a polpa e o nervo. Se o esmalte for rompido, como uma cavidade, rachadura ou desgaste, a dentina é exposta ao ambiente da boca. Quando o açúcar atinge a dentina, ele retira fluido dos canais microscópicos (porque o açúcar atrai fortemente a água). O fluxo de fluido causa mudanças de pressão ao redor do nervo do dente, que relata a mudança para o cérebro, onde é registrada como dor. A dentina é altamente sensível não apenas ao açúcar, mas também ao calor, frio, pressão e outros estímulos. (Essa resposta do açúcar é de curto prazo; a influência do açúcar sobre as bactérias é um efeito de longo prazo em que o ácido gerado pelas bactérias corrói a camada de esmalte.)


Esta é uma resposta um pouco básica.

De acordo com o artigo do site "Cáries dentárias" (Medline Plus), a bactéria normalmente presente na boca converte muitos alimentos, principalmente o amido e o açúcar, em ácido que forma uma parte da placa. Estes, por sua vez, causam cáries ou cáries dentárias, de acordo com este artigo da Wikipedia:

A cárie dentária, também conhecida como cárie dentária ou cárie, é uma infecção de origem bacteriana que causa desmineralização e destruição dos tecidos duros (esmalte, dentina e cemento), geralmente pela produção de ácido por fermentação bacteriana dos restos alimentares acumulados na superfície do dente

Uma possível razão pela qual você sentiria dor de uma cárie em contato com alimentos e bebidas doces, ou qualquer coisa realmente, é porque a cavidade é grande o suficiente para que os nervos fiquem expostos.


O que acontece com seus dentes depois de comer algo açucarado?

Eu adoro doces, e você? Você precisa comer alguma coisa doce depois de uma refeição? O chocolate é seu melhor amigo? Você anseia por açúcar? Gosto de doces desde que era criança e isso causou muitos problemas na minha boca e para a carteira dos meus pais. Sei que muitas outras pessoas têm o mesmo gosto por doces e os mesmos problemas financeiros quando se trata de pagar para consertar todos aqueles dentes podres.

Para quem gosta de doces, não há nada como cravar os dentes em um brownie pegajoso ou mastigar um pedaço de doce doce. A maneira como o açúcar faz cócegas em suas papilas gustativas, atinge seu cérebro e acelera seu sangue é diferente de tudo, mas seu vício de sacarina pode ter um efeito desastroso em seus dentes.

Este efeito também não é tão bom. Pode transformar seus dentes fortes e saudáveis ​​em um monte de pedaços de esmalte descoloridos, com caroços e doloridos. Mas há algo que você pode fazer para manter seus lindos e brilhantes dentes brilhando e sem dor por muitos anos.


5 sintomas de cárie que você não deve ignorar

A comida é maravilhosa (e, você sabe, essencial para a vida). É por isso que é honestamente rude que possa contribuir para cáries. Às vezes, as cavidades passam despercebidas ao radar. Outras vezes, porém, os sintomas de cárie podem fazer você se sentir como se sua boca estivesse em ruínas.

Também conhecida como cárie dentária ou cárie dentária, as cáries são áreas danificadas no esmalte, aquela superfície externa dura dos dentes, de acordo com a Clínica Mayo. Esse dano ocorre como resultado da placa bacteriana, uma película bacteriana pegajosa que se alimenta de restos de comida e bebida pendurados nos dentes. Se você não escovar e usar fio dental com frequência e bem o suficiente para remover regularmente a placa, ela pode perfurar o esmalte dos dentes e criar pequenos orifícios. Bam, agora você tem cáries que podem se manifestar de várias maneiras irritantes.

Com isso em mente, consultamos dentistas para os principais sintomas de cárie que devem chamar sua atenção. Se você estiver lidando com qualquer um desses, faça o tratamento o mais rápido possível antes que a cavidade tenha tempo de se espalhar.

A cárie dentária é a causa mais comum de dores de dente, diz a Clínica Mayo, embora coisas como machucar os dentes ou ter uma infecção sinusal também possam causá-las. Mas se uma dor de dente surgir repentinamente e nada mais mudar em sua saúde, pode ser definitivamente devido a uma cárie.

Uma vez que uma cavidade atravessa seu esmalte, ela continua perfurando para baixo na próxima camada, que é chamada de dentina, Mark S. Wolff, DDS, Ph.D., professor e presidente do Departamento de Cariologia e Tratamento Integral da Universidade de Nova York Faculdade de Odontologia, conta SELF. Uma cárie pode até penetrar na polpa dos dentes, que é a parte central composta de tecidos e células vivos. “À medida que uma cavidade se aproxima da polpa do dente, é mais provável que a polpa inflama, causando dor”, explica o Dr. Wolff.

Para ser claro, as cáries nem sempre doem, Susan Maples, D.D.S., autora de Boca Blabber! 77 segredos que somente sua boca pode lhe dizer para ter uma vida mais saudável, mais feliz e mais sexy, diz a SELF. Mas se você está sentindo dores aleatórias nos dentes, é uma boa ideia obter a opinião de um dentista sobre o que está causando isso.

Algumas pessoas simplesmente têm dentes sensíveis, Julie Cho, D.M.D., dentista generalista da cidade de Nova York, diz a SELF, mas esse problema também pode se resumir às cáries.

Quando uma cárie desce até a dentina dos dentes, canais ocos conhecidos como túbulos microscópicos permitem que alimentos ácidos, frios, quentes, pegajosos ou doces estimulem os nervos e células dentro dos dentes, de acordo com a American Dental Association. Isso é tão bom quanto parece.

Embora você deva definitivamente consultar um dentista sobre a sensibilidade incomum em seus dentes, você deve ser especialmente rápido sobre isso se estiver sentindo dor real. Isso pode significar que sua cavidade está mais avançada, Chris Kammer, D.D.S., fundador da Academia Americana de Saúde Oral Sistêmica e porta-voz da Spry Dental Defense, disse a SELF.

Quando uma cárie começa a se formar, geralmente aparece como uma pequena mancha branca na superfície do dente, diz o Dr. Wolff. Quando a erosão piora e a cárie começa a penetrar no dente, ela forma um orifício ou depressão que pode ser visível a olho nu. Este é um sinal claro de que você tem uma cárie que requer ajuda dentária, diz o Dr. Maples.

Claro, seus dentes podem ficar descoloridos devido ao seu hábito diário de tomar café. Mas se você notar uma mancha descolorida com uma tonalidade diferente do resto dos dentes, pode ser um sinal de cárie, diz o Dr. Maples. Embora as cáries geralmente pareçam pequenas marcas brancas, elas podem eventualmente pegar manchas dos alimentos e bebidas que você consome, tornando-as de uma cor diferente, diz o Dr. Maples.

Este é outro sinal potencial de que a polpa do seu dente está inflamada, diz o Dr. Wolff. Também pode ser um sinal de que a polpa realmente morreu devido à infecção e está pressionando a raiz por baixo, diz o Dr. Maples. A raiz está conectada ao osso por baixo, o que ajuda a manter o dente no lugar, então isso pode ser muito desastroso. “Qualquer pressão sobre isso doeria”, diz o Dr. Maples.

Sempre há uma chance de que uma dor como essa seja um sinal de algo como um dente quebrado, mas a questão é que, não importa a causa, você precisará consultar um dentista para uma correção. Quando não tratada, uma cárie pode danificar um dente de maneira tão grave que ele precisa ser extraído. “Vá ver um profissional para obter um raio-X e um diagnóstico clínico”, diz o Dr. Cho. “Você não pode eliminar a dor dentária.”


Se não houver nenhum sinal de cárie, mas a dor de dente persistir, existem outras razões possíveis que devem ser exploradas. Uma infecção sinusal, por exemplo, é uma causa menos comum, mas significativa, de dor de dente. Se apenas os dentes superiores de ambos os lados do rosto doessem, sinusite pode ser o culpado. Esse tipo de dor de dente geralmente é acompanhado ou precedido por congestão nasal e sensibilidade ao redor dos seios da face. Se você suspeitar que essa é a causa de sua dor de dente, consulte seu médico para discutir a prevenção e o tratamento.

Suponha que você sinta dor mais na mandíbula do que apenas em um dente específico. Nesse caso, distúrbios temporomandibulares poderia ser a causa. Você pode ter esse distúrbio devido a uma lesão direta ou trauma na mandíbula, ranger de dentes (bruxismo) ou artrite ou câncer afetando sua mandíbula. Se você ainda tem dentes do siso, os molares impactados também podem estar causando dor na mandíbula. Seus molares ficam impactados quando não há espaço no fundo da boca para que eles saiam da gengiva de maneira adequada.


A higiene dental é importante

Clifford recomenda escovar os dentes duas vezes ao dia ou, de preferência, após cada refeição. Além de escovar, você também pode conseguir uma boa higiene dental:

  • Comer uma dieta bem balanceada
  • Usando pasta de dente
  • Fio dental
  • Enxaguar com flúor
  • Enxaguamento completo

Por que flúor? Se você tem uma sensibilidade dentária ou consome regularmente alimentos muito ácidos, o flúor pode ajudar a reparar parte da perda da micro-superfície que eventualmente leva a cáries.

Não se esqueça dos dentes de bebê

Não se esqueça de limpar esses pequeninos. Só porque as crianças vão perdê-los por volta dos 6 - 8 anos de idade, eles ainda precisam de atenção. Praticar uma rotina dentária saudável desde cedo ajudará a garantir que seus filhos mantenham dentes adultos saudáveis. Embora os dentes adultos sejam protegidos das cáries até serem expostos acima das gengivas, não demorou muito para que as bactérias nocivas colonizassem os novos brancos perolados.


Prevenção

Embora as cáries sejam comuns, também podem ser evitadas. Seguir essas etapas pode ajudar a reduzir o risco de cáries:

  • Escove os dentes duas vezes ao dia, por dois minutos, com creme dental com flúor.
  • Fio dental
  • Minimize os lanches e bebidas açucaradas, que podem estimular a praga a produzir ácido.
  • Evite lanches frequentes para que seus dentes não fiquem constantemente expostos aos ácidos que são produzidos quando você come.
  • Visite um dentista regularmente para ajudar a detectar precocemente a cárie dentária.

Obesidade

Muitos doces são alimentos ricos em calorias - fornecem uma grande quantidade de energia em uma porção relativamente pequena. Como resultado, consumir doces pode facilmente levar ao consumo de mais calorias por dia do que queima, causando, em última análise, ganho de peso e obesidade. O xarope de milho rico em frutose encontrado em muitos doces também foi relacionado a alterações metabólicas que contribuem ainda mais para a obesidade, de acordo com a Universidade de Princeton. Pratique o controle da porção ao comer doces e evite lanches descuidados - em vez de consumir doces da sacola, por exemplo, verifique o rótulo nutricional e meça uma porção em uma tigela para evitar comer várias porções de uma vez.


Por que continuo tendo cáries? 9 de março de 2015 20:13 Assine

Estou fazendo uma pergunta para a qual parece que a ciência não tem resposta. Toda a minha vida tive problemas com cáries. A maior parte da minha família tem esse problema (imediato e extenso), então parece que deve ser pelo menos um pouco genético. No entanto, os dentistas sempre querem me interrogar sobre os fatores do estilo de vida, então sempre sinto que tenho que trazer uma testemunha de personagem comigo para afirmar:

* Eu escovo duas vezes ao dia com a escova de dentes Sonicare. Eu uso a pasta de dente Pronamel. Conheço a & quottechnique & quot adequada para escovar. Tenho uma assinatura para novas cabeças de escovas de dente, então elas são alteradas conforme o cronograma.
* Eu uso enxágue com flúor ACT duas vezes ao dia. Eu não como ou bebo por pelo menos 30 minutos depois disso, mas geralmente mais.
* Eu uso fio dental com a varinha Reach todas as noites. Como a maioria das pessoas, se eu comer algo que fica visivelmente preso em meus dentes, vou passar o fio dental adicionalmente.
* Eu bebo uma lata de refrigerante provavelmente cerca de 3 vezes por semana. Caso contrário, bebo água e chás de ervas sem açúcar e chás pretos (o último causa muitas manchas, mas esse é um problema diferente). Eu não bebo suco rotineiramente.
* Não fumo nem bebo café.
* Minha dieta é diversa, mas inclina-se para o Mediterrâneo devido à minha herança. Por isso, como muitos vegetais, saladas, peixes, massas, etc. Também gosto de comida asiática e indiana, e ocasionalmente saboreio cachorro-quente ou lanche não saudável. Mas, no geral, a maioria me caracterizaria como um comedor saudável. Geralmente não como alimentos muito crocantes.

Estou neste regime há pelo menos mais de uma década. Sempre escovei os dentes e tomei cuidados básicos, mas ao mesmo tempo sempre tive cáries. Isso resultaria no dentista me dando A Palestra e dizendo: & quotAgora, eu entendo que você já está usando uma escova de dentes elétrica, mas CLARAMENTE não é tão bom quanto o Sonicare, caso contrário você não teria todas essas cáries. & quot Então, continuei aumentando meus esforços até chegar onde estou, sem nenhum efeito positivo. Seis meses atrás eu estava no dentista. Eles não fizeram um raio-x e disseram que meus dentes pareciam bem. Desta vez, porém, eles fizeram o raio-x e descobriram que tenho SETE cáries entre os dentes e uma pode precisar de uma coroa. Este é o pior diagnóstico que já recebi. Eles disseram que provavelmente vão querer fazer radiografias em mim a cada seis meses agora, a fim de manter um controle das coisas.

Este é meu terceiro dentista. Eu gosto dele, mas ele não tem ideias convincentes de por que isso acontece ou como evitá-lo. Fui orçado em US $ 1.500 para consertar todas as cavidades (mais se eu precisar da coroa), mas ele mencionou que eu poderia precisar de todo esse trabalho novamente em nenhum momento, já que não podemos determinar por que isso continua a acontecer. Quase sempre que vou ao dentista, eles relatam que tenho pelo menos uma ou duas cáries. Considero essas viagens "boas" ao dentista.

Assim que o dentista chegar ao fim da lista de interrogatório, começamos a dieta e as sugestões mudam para & quotBem, em vez de 3 latas de refrigerante por semana, que tal você nunca mais beber refrigerante? & Quot Minha dieta é ótima em termos de minha saúde, então se é a ponto de eu ter que trocá-la só para os meus dentes, quem ainda precisa de dentes? Não é como se eu estivesse comendo sacos de Jolly Ranchers ou qualquer coisa maluca. Eu sinto que eles estão presos a isso porque não há mais nada para tentar. Não tenho certeza do que mais fazer. Parece que devo simplesmente parar de usar minha boca para comer e beber e fazer uma dieta intravenosa e ver o que acontece.

Pelo que posso dizer, não existem teorias convincentes para esse fenômeno. Este último dentista até pensou em algumas perguntas fora do roteiro para me fazer (por exemplo, & quotVocê já morou em algum outro lugar [caso a água da torneira fosse horrível]? & Quot). Ele diz que a saliva intrinsecamente muito ácida não é uma possibilidade. Alguém já teve esse problema e descobriu uma solução milagrosa? Existem teorias e tratamentos científicos emergentes? Não me sinto inclinado a gastar todo esse dinheiro em algo que parece ser apenas uma condição crônica.

Por acaso você usa anticoncepcional hormonal? Eu tinha problemas constantes de cárie que se resolveram quando parei de tomar a pílula e voltei durante a gravidez. Meu dentista na época, um professor de odontologia, disse que não era um efeito colateral incomum do aumento dos hormônios femininos.

Outra coisa que parece ter ajudado é que meu seguro agora paga três limpezas por ano, em vez de duas. Pode valer um extra de $ 100 por ano para pagar uma limpeza adicional do bolso.
postado por Cecilia Rose às 20:23 em 9 de março de 2015

Cara, sinto muito que seus dentistas tenham dado tanto sermão. Aqui estão algumas coisas que contribuíram para as cáries na minha família:

1) Genética. Meu irmão e minha irmã são geneticamente predispostos ao acúmulo excessivo (quero dizer acúmulo de tártaro, mas não acho que isso esteja certo). Seu dentista costumava comentar sobre o fato de que eles eram geneticamente predispostos a muitas cáries, e ambos tinham que ser extremamente cuidadosos

2) Mau atendimento odontológico anterior. Tive um dentista ruim que fazia um péssimo trabalho ao colocar selantes nos dentes quando criança e tive cáries em cada um deles. Também tive várias cáries sob as obturações existentes, só porque estavam mal feitas (os futuros dentistas estavam chateados com isso).

O que fazer: A única coisa que posso recomendar é a escovação pós-almoço (ou pós-qualquer refeição). E arranje um dentista que não seja um idiota.
postado por brainmouse às 20:24 em 9 de março de 2015 [5 favoritos]

Você cresceu em um lugar sem água fluoretada? Sim, e meus dentes são propensos a cáries. Minha irmã, no entanto, cresceu comigo e tem muito poucas cáries. Além disso, a tecnologia dentária melhorou na última década para que os dentistas possam ver miniocáries que nem sequer apareciam antes e estão se tornando mais pró-ativos quanto ao manuseio mais cedo. Então, uma combinação de

- genética talvez
- educação talvez
- dentistas pró-ativos talvez

E pode ser também que você seja sensível às perguntas do dentista porque, em algum nível, quando você está fazendo tudo, você simplesmente tem que rir e dizer & quotSim, dentes, hein? & Quot. Alguns consultórios odontológicos são mais criteriosos do que outros.
postado por jessamyn às 20:24 em 9 de março de 2015 [2 favoritos]

Tive toneladas de cáries e coisas semelhantes quando era mais jovem - e o nível de higiene nunca pareceu importar. Quando cheguei aos meus 30 anos, comecei a substituir dentes problemáticos por coroas e isso fez uma grande diferença. É caro, então comece a economizar agora, mas aqueles dentes feitos pelo homem resistem muito melhor do que os meus naturais - e como um bônus, eles não são nem de longe tão sensíveis à temperatura.
postado por Pogo_Fuzzybutt às 20:27 em 9 de março de 2015

Resposta do pôster: Tenho 29 anos. Eu morei em Chicago minha vida inteira, então sempre tive flúor na água. Fui ao mesmo dentista até os meus 20 anos e eles sempre foram uns idiotas acusatórios, então a mensagem para levar para casa sempre foi & quotisso vai doer e será caro e VOCÊ poderia ter evitado isso, se ao menos. “Fui então a um dentista diferente que era muito caro, eles queriam cerca de US $ 800 apenas para uma consulta e me disseram que as marcas deixadas pelos meus aparelhos removidos há muito tempo eram cáries que precisavam ser preenchidas. Nós nem chegamos tão longe quanto aos raios-x. Finalmente, fui ao meu dentista mais recente, que dissipou a noção de que as marcas do meu aparelho eram algo com que me preocupar, mas ele me deu todas essas outras más notícias. Ele sugeriu que meu primeiro dentista poderia ter me dado obturações de baixa qualidade, resultando em muitas recorrências.

O problema com a ideia de & quot começar a escovar depois do almoço & quot é apenas outra maneira de intensificar meus esforços quando parece que é apenas uma lágrima no oceano de todas as mudanças que já fiz e que não criaram nenhuma diferença. Não é como se essa fosse a divisão entre mim e as pessoas que não têm cáries. Estou me sentindo muito cínico a respeito de novas mudanças no estilo de vida neste momento, quando fui tão complacente por anos e não tirei nada disso.
postado por Angel de Lune às 20:40 em 9 de março de 2015 [3 favoritos]

NÃO uso fio dental e não faço enxágue com flúor, mas literalmente nunca tive cárie. Literalmente nunca! Tenho 34 anos. Cresci super pobre e tive cuidados dentários bastante inconsistentes nos primeiros 20 anos da minha vida.

Seu problema (e minha tremenda boa sorte) é 100% genético.

Eu concordo que seu dentista parece um idiota.
postado por kate em branco às 20:47 em 9 de março de 2015 [17 favoritos]

Eu praticamente fui você. Eu faço a maior parte do que você já faz - o Sonicare, enxaguatório bucal, etc. Duas coisas me ocorrem:

(a) Com que frequência você vai ao dentista para fazer uma limpeza? Porque além de tudo o que você está fazendo, eu vou quatro vezes por ano porque tenho que limpar a placa / o que quer que seja com mais frequência. E consegui passar anos sem cárie agora.

(b) OBTER OUTRO DENTISTA. Já vi muitos dentistas que não tinham a menor ideia do que fazer comigo e com minha boca problemática, e parece que a sua é a mesma coisa. Tente encontrar outra pessoa que não apenas o incomode para conseguir outro Sonicare e erga as mãos.
postado por jenfullmoon às 20:55 em 9 de março de 2015 [4 favoritos]

Eu também tenho dentes geneticamente ruins e meu mais recente higienista me encorajou fortemente a pelo menos enxaguar a boca com água após o almoço. Ainda não tive coragem de fazer disso um hábito, mas vejo mulheres escovando os dentes e enxaguando com enxaguatório bucal no banheiro depois do almoço.

Se você começar a escovar ao meio-dia, lembre-se de que você não pode comer nada ácido (por exemplo, refrigerante) nos 30 minutos anteriores. Isso vai destruir o seu esmalte já fraco.
postado por serelliya às 20:55 em 9 de março de 2015

Definitivamente, pode ser genético. Eu sou o oposto de você porque não sou muito cuidadoso com meus dentes, comi toneladas de açúcar durante a maior parte da minha vida e nunca usei fio dental até os meus vinte e tantos anos. Nunca tive cárie. O mesmo acontece com todos os meus parentes genéticos.

Acho que você apenas teve azar e deve fazer o que puder e, em seguida, dizer ao seu dentista para parar de dar palestras ou você mudará de prática.
postado por lollusc às 21h08 em 9 de março de 2015

Resposta do pôster: Bem, finalmente mudei a prática odontológica. Desde que este novo dentista estava falando sobre as capacidades de enchimento do meu último dentista, espero que ele faça um trabalho muito melhor e talvez isso faça uma diferença na minha vida (e valha o dinheiro).

E sim, esse é outro motivo pelo qual sou cético quanto a escovar mais de duas vezes ao dia (desgastar o esmalte). Minha mãe tentou esse caminho e foi informada de que isso estava piorando as coisas para ela. Ela também faz limpezas a cada 3 meses, mas ainda tem a boca cheia de coroas e cáries. No entanto, ela é uma fumante inveterada e uma consumidora inveterada de café, então não tenho certeza do quanto a comparação entre nós é relevante. )
postado por Angel de Lune às 21h15 em 9 de março de 2015

Outro escovador / flosser religioso com genética bucal terrível aqui. Às vezes é apenas sorte do sorteio. Na verdade, meus dentes não são propensos a cáries - minhas gengivas simplesmente odeiam meus dentes e vice-versa e, portanto, querem morrer. Não importa o que. Todos os meus parentes são iguais.

Honestamente? Todos nós compramos dentaduras em idades alarmantes. Implantes bucais acabaram se tornando MAIS econômicos para minha mãe do que o circo de canal radicular / enxerto de gengiva / enxerto ósseo interminável que de outra forma seria o resto da vida dela. Ainda é muito caro, mas imagino que isso vá mudar nas próximas décadas.
postado por We put our faith in Blast Hardcheese às 21:16 do dia 9 de março de 2015 [2 favoritos]

Eu sou meio como você. Se eu fizer * All The Things *, posso diminuir (mas não eliminar) as cáries. Meu dentista super simpático disse que meus dentes e gengivas parecem ótimos, algumas pessoas são apenas propensas.

Estou com Jessamyn, no entanto. Meus irmãos e meu marido foram expostos ao flúor quando crianças (gotas orais, abastecimento de água) e nenhum deles jamais teve cárie. Eu não peguei flúor até eu ser um bebê.
postado por jrobin276 às 21:19 em 9 de março de 2015

Eu levei meus três filhos ao dentista hoje e ele recomendou um creme dental com flúor para um deles. Talvez quando você conseguir um dentista não idiota, você possa perguntar a eles sobre isso?

Também quero acrescentar que é muito mais genética do que você pensava. Meu marido cuida muito bem dos dentes e sempre recebe um 'mais ou menos' no dentista. Tenho hábitos horríveis, horríveis, horríveis e o mesmo dentista diz 'parece bom!'. Genes.
postado por 58 às 21h20 em 9 de março de 2015

Arranja outro dentista. Peça recomendações a pessoas mais velhas que você conhece (50/60 anos, que cuidam dos dentes). Adoro ir ao dentista. É como um tratamento de spa para mim. Mas os dentistas precisam vender os serviços para você mais do que outros profissionais de saúde, e uma de suas táticas de vendas é fazer com que você se sinta mal consigo mesmo. Se você ficar questionando sua higiene, pode não estar pensando muito criticamente sobre todos os tratamentos que estão sendo pressionados. E digo isso como uma pessoa que ama odontologia. Encontre um novo dentista em quem você confie e goste.

Além disso - todos os seus esforços não são em vão - você parece muito adorável! Mantem!
postado por clandestino às 21:23 em 9 de março de 2015 [1 favorito]

Embora a genética provavelmente tenha um papel nisso, há verdade no que Nevin disse acima.

Este é um e-book, mas você não precisa lê-lo, apenas role para baixo até as fotos das pessoas e você terá a ideia. Continue rolando, há muitos deles. O ponto básico, porém, é que comer alimentos "modernos", como carboidratos e açúcar processados, é o que causa problemas dentários. Casos após casos são apresentados como exemplos.

Se você realmente deseja evitar cáries, por que não evitar alimentos processados ​​por 6 meses e ver o que acontece?
postado por MexicanYenta às 21:31 em 9 de março de 2015 [1 favorito]

Mencionei que macarrão, pão, arroz e outros carboidratos podem causar cáries. Além disso, a frequência com que você come pode causar cavite bem. Se você está fazendo um lanche (em vez de comer 2 ou 3 refeições por dia), pode ter mais tendência a cáries.

Escovar os dentes e passar fio dental ajuda um pouco, mas o que você come e quando você come é mais importante.
postado por Nevin às 21:48 em 9 de março de 2015

Você está com a boca seca? Alguns medicamentos têm boca seca como efeito colateral e algumas pessoas têm boca seca naturalmente, mas agora dois dentistas e um veterinário me disseram que a boca seca é a causa número 1 de cáries em humanos e animais.

Estou recebendo oxigênio de alto fluxo e, embora esteja soprando no nariz e não na boca, atinge o interior da minha boca continuamente e meus dentes estão quase acabando agora, na verdade, estou retirando o que sobrou deles nas próximas semanas e dentaduras para substituí-los, o que não está exatamente me emocionando. Mas quando eu lamentei para o dentista que eu trabalho MUITO duro para manter meus dentes em bom estado e eles simplesmente se desintegram de qualquer maneira, ele disse que é por causa da boca seca causada pelo oxigênio. E ele disse que muitas pessoas estão tomando remédios que causam o mesmo problema.

Sinto muito - eu sinto sua dor.
postado por aryma às 22h07 em 9 de março de 2015 [2 favoritos]

Melhor resposta: a mãe de meu parceiro é higienista dental com várias décadas de experiência. Qualquer pergunta como essa, ela imediatamente encerrará a discussão dizendo que é apenas genética e sorte do sorteio. Algumas pessoas nunca têm cáries e são mais propensas a doenças gengivais, e algumas pessoas têm cáries, mas quase nunca têm doenças gengivais. É um dar e receber. Todos os dentistas com quem ela trabalhou concordaram com isso.

Dois irmãos podem crescer na mesma família, nas mesmas condições, comendo a mesma comida e tudo mais e um terá toneladas de cáries e o outro não. Já vi isso acontecer em várias famílias e ela já viu acontecer em centenas. Eu já vi isso mudar para o irmão que constantemente tem problemas para se tornar realmente metódico e ter uma rotina de cuidados regimentada e ainda ter cáries intermináveis, enquanto o outro irmão para de escovar os dentes mais de uma vez por semana e nunca tem problemas, apesar disso .

Tenho a sensação de que essa é uma daquelas coisas como a ligação entre as bactérias do intestino e a obesidade, que em 20 anos ou menos terá sido definitivamente comprovada.

É uma merda, mas realmente parece que para um número diferente de zero de pessoas você pode fazer tudo certo e ainda assim ter problemas intermináveis ​​com isso.
postado por emptythought às 10:37 PM em 9 de março de 2015 [7 favoritos]

Tenho uma higiene bucal muito precária e só recentemente escovei com mais frequência do que nunca à noite. houve um período em que eu acordava de fome no meio da noite para um lanche açucarado e voltava para a cama sem escovar. Tenho quase certeza de que não tenho cáries.

O que me diferencia é que bebo muita água, elemento fundamental: bebericando ao longo do dia. A água neutraliza a acidez até certo ponto, e beber é como enxaguar, o que não é um bom substituto para a escovação. Então, acostume-se a beber água e meu favorito - bebericar xícaras de chá adoçado artificialmente. Espero que isto ajude!
postado por kinoeye às 22h44 em 9 de março de 2015

  • Até certo ponto, as cavidades são subjetivas. Na minha experiência, os dentistas com radiografias digitais detectam cáries cada vez mais precoces. Alguns dentistas são mais conservadores, dispostos a esperar para ver se uma cárie progride para alguma coisa. Outros são mais agressivos e querem encher e furar tudo. Eu dirijo 2 horas para ver meu dentista de infância, que é extremamente antiquado e conservador e não quer colocar obturações se não for absolutamente necessário, porque isso pode causar problemas no futuro.
  • O trabalho odontológico pode levar a mais trabalho odontológico. Preenchimentos - compostos e amálgama - falham com o tempo, necessitando de uma perfuração mais profunda para o reparo. Recheios compostos podem atrapalhar sua mordida. Às vezes, a comida fica presa sob um recheio mal alisado e causa decomposição. E toda vez que você entrar lá e furar, corre o risco de inflamar o nervo, e foi assim que acabei com dois abscessos e dois canais radiculares logo depois de obter obturações em dentes que nunca haviam me incomodado antes. . S. mutans é uma doença infecciosa. Nem todo mundo tem na boca a bactéria certa para causar cáries.
  • Bruxismo / moagem. Este é muito grande para mim. Já pedi aos dentistas que mencionaram casualmente que o desgaste dos meus dentes posteriores parecia ter sido causado por ranger, mas ninguém jamais sugeriu que isso pudesse ser a causa da minha cárie, que sempre esteve em meus molares, muitas vezes repetidamente em os mesmos dentes. Recentemente, fiz algumas pesquisas e descobri que o bruxismo pode causar cáries. Opa. Que eu saiba, não cerrei os dentes, mas cerrei e só recentemente, depois de um período de estresse e uma mandíbula dolorida, é que percebi o quão ruim é.
  • Dieta. Você pode ir por uma longa toca de coelho da dieta Weston A. Price / odontologia holística e cura da cárie dentária naturalmente. As vitaminas K2 e D são especialmente importantes. Estou adicionando óleo de fígado de bacalhau fermentado e manteiga alimentada com capim à minha dieta e à dieta da minha filha, porque acho que não vai fazer mal. Eu tenho com certeza Eu tive deficiência de D durante alguns momentos da minha vida e aparentemente as pessoas que não comem muitas proteínas animais (veganos) às vezes têm dentes piores.

Encontre um dentista que confie em você sobre cuidados domiciliares.

Se você for mulher, examine a questão hormonal. Eu também tenho dentes cronicamente ruins e quando estava grávida estava pegando cáries e infecções EM TODOS OS LUGARES, especialmente ao longo da linha das gengivas. Meu higienista disse que isso é absolutamente típico de mulheres grávidas, que acho que ficam com todos os tipos de inchaço e, para algumas pessoas, isso causa sérios problemas.

Faça limpezas a cada 3 meses em vez de 6.

Você está fazendo o suficiente. Continue assim. Muitas pessoas são assim e você não está sozinho. Eu também tenho um ótimo atendimento domiciliar e todos os dentes da minha boca têm uma cárie. Até perdi um dente. É uma merda, mas é o que eu tenho. Eu só tenho que acompanhar meus cuidados domiciliares e deixar o dentista consertar o que passa pelas rachaduras.
postado por annekate às 23h de 9 de março de 2015

Olá, colega sofredor de cárie.

Como você, eu tenho um cuidado religioso com meus dentes e ainda tenho cáries com bastante frequência. Só depois que me mudei para o Reino Unido e conversei com um dentista particular (e incrível!) Lá obtive as seguintes informações:

As cáries podem ser muito genéticas. Pode ter a ver com o pH da sua saliva ou a composição das bactérias em sua boca. Você pode escovar os dentes três vezes ao dia, passar fio dental e não comer nenhum doce e ainda assim ter cáries. Isso não significa que você também deva desistir, mas significa que algumas pessoas, como nós, só precisam ser um Perfect 10 em higiene dental se quisermos manter nossos dentes.

Eu uso um creme dental com receita especial. If you're in the US, it's likely that your toothpaste has a lower concentration of fluoride than the average that you find in the UK. To really prevent cavities in those of us who are high risk, you have to get a super-fluorided toothpaste. I get Colgate's Duraphat 5000 (that's 5000ppm of fluoride). It's pricier than normal toothpaste, but I've been on it for a year now and I think it's kept the level of cavity decay down.

I've also changed my brushing and flossing habits. I used to rinse my mouth with water after brushing, then floss, then rinse with a fluoride mouthwash. It turns out that all this rinsing was washing out all the fluoride from my toothpaste, thus making my hygienic routine useless. Nowadays I rinse first with water (to get out the chunks of food between my teeth), then I floss, then finally I brush with Duraphat. I don't rinse with anything (no more fluoride mouthwash, because the fluoride concentration is lower than that of my toothpaste) , and I try to make sure the toothpaste doesn't bubble or foam in my mouth at all when I brush. That means no wetting your toothbrush pre-brushing. I just spit out the toothpaste afterward, so I can feel a thin film of toothpaste on my teeth when I'm done.

I also brush with regular toothpaste right after lunch, and floss if I feel that there is food stuck. If I can't reach a toothbrush, I chew Xylitol gum for about half and hour.

I drink my coffee without sugar and artificial sweeteners, so it's just milk and coffee (the milk makes it less acidic). I don't have any soda at all, and I try to minimize snacking. Snacking without brushing is one of those things that also puts you into a higher risk category for cavities.
Apparently fruits are also high acid and can cause enamel erosion, so it's recommended that you wait for 20 mins after eating fruits or drinking acidic drinks (like soda, wine and coffee) before you brush. Otherwise, you're actually brushing when your enamel is being softened by the acid, which can exacerbate your cavity-prone situation.

Anyways, that's what I do, and that's what I was told. I know it seems unfair, my wife can eat and snack on whatever she wants and she's only ever had one cavity in her life, whereas I get about one per year now. Some of us just have to deal with the fact that we're naturally a higher risk category, and we have to keep up or change our routines.

Maybe try a better toothpaste and changing your ritual? If you are a foamy brusher or if you rinse afterward, don't! Making those changes has made a difference in the amount of cavities I have.
posted by the_wintry_mizzenmast at 2:39 AM on March 10, 2015

I hope your current dentist is less judgy and lecturey! Dentists, of all people, ought to know that whether you have perfect teeth or a mouthful of cavities has a lot to do with the luck of the genetic draw. Don't give up on finding a dentist who believes in customer service!

Have you been checked for GERD/acid reflux? My dad had a lot of problems with gum disease and tooth decay, and once he got his severe GERD and ulcers treated, his teeth became much healthier too. The acid backwash in his mouth was eating away at his teeth.
posted by Rosie M. Banks at 4:38 AM on March 10, 2015

I didn't notice any posts while skimming mention this. Calcium bicarbonate. A toothpaste with a decent amount added(arm & hammer maximum baking soda is what i use) will bond to the calcium in your teeth and even repair minor cavities. It's miracle stuff. Toms makes a baking soda mouth wash too.
Also flourosis. This is what happens when too much flouride is put on the enamel on teeth. It actually starts to eat it away and will significantly reduce the shine of enamel and leave you prone to cavities. Pesquise no Google. Also flouride was originally used after the discovery of "Texas teeth" which was caused by Calcium-Flouride. If you check the ingredients on your toothpaste and mouthwash you will see it is not this chemical compound and is either sodium flouride or the other long name one i forget. I do not doubt that flouride bonds to enamel and helps. The effectiveness of the chemicals used today in water and toothpaste i do doubt how effective they are.

Also genetics is huge. Also my mom said she started taking vitamin d3 and this helped her teeth. It helps with the absorption of calcium immensely. The same as the suns Rays which also contain the true vitamin d we need for this process. 50% of organ failure is caused by calcium build up in organs caused by the lack of vitamin d.. just a side note.

I do use fluoridated toothpaste and alcohol based rinses. I switch them up daily with more natural products as well, like Toms baking soda wash and neem toothpaste(sans-flouride). Please use baking soda somewhere in your regimens. Good luck with your teeth!. Flouride rinse twice a day is probably over kill with regular toothpaste use. Those little new floss tooth picks are awesome and water picks are cool too. Get the softer picks also, not the hard plastic ones.
posted by bfease at 4:40 AM on March 10, 2015

Novamin is a compound that helps remineralize and rebuild enamel. It's in toothpastes in Europe but hasn't made it through for approval in the US yet. It's available imported from Europe via Amazon.

I got it for my husband who is very prone to cavities and grew up just east of where you are now, along with a Sonicare he is religious about using at least once per day. He's been cavity free for a year now. We also moved to the eastern seaboard so the water etc. are different, but it might help you too.
posted by bookdragoness at 6:38 AM on March 10, 2015 [1 favorite]

There is a theory espoused by Dr. Gerald Judd that there is a continuous cycle of demineralization and remineralization of teeth. He believes that the glycerine in toothpaste blocks the remineralization. He recommends brushing with soap, not toothpaste. Also, he thinks flouride is terrible.

For decades I had terrible tooth sensitivity. Even though I used sensitivity toothpaste, if I ate anything acidic (fruit, pickles) I could not even brush my teeth because of the intense pain.

I heard about tooth soap and after 3 weeks I can eat fruit, pickles, sauerkraut.

I do not know if it would help with your cavities, but it seems like more remineralization might mean fewer cavities. I have not had any cavities in the 5 years that I have been using soap (just deteriorating existing fillings and crowns). Also, my gums seem to be getting better.

This is a tooth soap I like. I like the mint and hate the clove.
posted by H21 at 7:21 AM on March 10, 2015 [1 favorite]

Just wanted to offer my sympathies. I am also 29 and while I have excellent dental hygiene, I also constantly get new cavities. It's so unfair.

Things I've been told to do: sip water while eating ANYTHING sweet, EVEN FRUIT. Brush after lunch. Use prescription fluoride toothpaste. Use "MI PASTE" calcium and fluoride paste. Never, ever eat sweets or drink soda.
posted by Cygnet at 7:34 AM on March 10, 2015 [1 favorite]

Things that have reduced my cavity train from 5 in a visit to 1 in 10 years:
- bite guard for night - I have a custom one because it's more comfortable to me, but a cheapo one you kind of mold to your mouth works, too
- very, very little soda
- very little fruit outside of meals
- lots of water
- prescription toothpaste - this has worked better than act fluoride rinse did
posted by Ms Vegetable at 7:55 AM on March 10, 2015

oh man, seconding Don Pepino's advice on choosing a dentist. I tend to go to dentists whose degrees are from impressive programs but whose offices are, like, a couple of rooms above a CVS. Sure, I'm still probably paying for the dentist's boat, or their kids' college funds, but somehow those don't necessitate the high-intervention hard sell that recurring ad costs and skyrocketing rent seem to.

The first thing I say to any dentist: I have never had cosmetic dentistry, and I don't want it I just want my teeth to chew food and not hurt. If they seem even the slightest bit grumpy about that, I bail.

My current dentist and I joke about how we both grew up poor, and she readily admits that while she does a lot of adult braces, they would likely be a pointless intervention at my age (whereas every. other. dentist. I've been to has tried to sell me on cosmetic braces). I don't even think she does veneers or any of that stuff. And my teeth and gums are doing better under her care than they ever have before. not least because I actually GO to see her.
posted by We put our faith in Blast Hardcheese at 10:05 AM on March 10, 2015 [2 favorites]

I haven't had a chance to read all of the responses, but I wanted to suggest something that has completely changed my life (well, my dental life anyway): the gum stimulator.

My dentist gave me one of these about a year ago, to clean a specific section of one of my molars where there was some recession (and therefore a tiny hole that food was getting into). After a few weeks, I started using it after flossing/brushing to gently wipe along the gum line of all my teeth. My dentist hadn't suggested this use, but I just started doing it one day. I couldn't believe how much thick sticky clear gunk was coming up as I used it. I just run the tap and rinse this stuff off of the stimulator after it accumulates a bit on the tip.

At any rate, when I went for my first dental cleaning after starting this regimen, the hygienist couldn't believe how clean my teeth were. I guess using this thing before your plaque hardens makes a huge difference. I didn't really have a problem with cavities before, but there used to be a bunch of hardened plaque for the hygienist to clean off. now there is hardly anything. So it could help you if you tried using it.

It usually only takes me about 2-3 minutes extra in the evening. I actually find it really satisfying to get all that gross stuff off my teeth. I thought I was getting my teeth clean before, since I floss and brush properly every night. But I was surprised at how much gunk is still left on the teeth afterwards.
posted by barnoley at 10:36 AM on March 10, 2015

Do you have sinus problems or mouth breath when you sleep? Your mouth drying out at night can increase cavities?

Do you grind your teeth at all? Tem certeza? I would have sworn black & blue I didn't tooth grind but it turns out when I'm stressed I do in my sleep. While it hasn't done huge direct amounts of damage with direct grinding wear and tear it does weaken/crack the enamel so I am more prone to cavities.

You can get at home fluoride treatments & also sealers put on your teeth which may help.
posted by wwax at 10:41 AM on March 10, 2015 [1 favorite]

Best answer: Has anyone mentioned Sjogren's Syndrome to you, yet? It's a not exactly rare autoimmune disease in young women (Venus Williams has it) -- your body attacks moisture producing glands, usually saliva and tears are what people notice (in my case I didn't feel like I had a dry mouth but my saliva had turned acidic). The road to my diagnosis was bumpy because of shaming about oral health care. I went from having no cavities at age 27 to what my dentist called (not to my face!) "meth mouth" at 28. It was totally insane my teeth began sort of slow motion crumbling and my dentist just smirked and smirked and smirked. I only got to the root of the problem when I went to my rheumatologist (MD). They do blood tests and salivary gland biopsies to diagnose this. The Sjogren's Foundation has a list of friendly dentists available via their hotline - I bet that would be a resource to you regardless. Those dentists tend to be health focused.

What helps Sjogren's people is toothpaste, mouth wash and artificial saliva for dry mouth (dentist words: Xerostemia or Sicca Syndrome -- but don't quote me on that). Plus deep (periodontal) cleanings every three months. Lately I've been going in

once a week to try to stay ahead, after avoiding stuff for a long time. I hope this isn't your problem but a nurse telling me about it probably saved my teeth!
posted by sweltering at 11:16 AM on March 10, 2015 [1 favorite]

I would also like to suggest xylitol. It actually inhibits bacteria growth by staving it, which cuts down on plaque. When I use it regularly it keeps my mouth feeling so much cleaner.

I use a toothpaste with xylitol and fluoride and eat xylitol mints after meals. Sometimes I also add a tablespoon of granulated xylitol to a big jug of water which I drink through out the day. 6-10 grams per day is the suggested amount for dental uses.

Oh and there are absolutely medications to help! I take Salagen which does exactly what it sounds like. My now-dentist is really impressed by how it's improved my dry mouth as well as keeping the saliva better balanced. The first week you drool but this is a small tradeoff. I have been told it works for anybody with dry mouth, saliva not right somehow or Sjogren's. I know there are two others but they interact with my medications somehow undesirable. I'd really suggest going to an MD, re: sicca syndrome, dry mouth (xerostemia - Also? I denied that my eyes were dry when they tested me for that and it turned out I had no tear production) or Sjogren's. Mine got so bad I got a jaw infection and lost three teeth. Don't be avoidant like me. This could be your whole system.

Oh, and the oral surgeon I ended up with, a specialist in these things, was able to bill my medical insurance because it was systemic. That was huge and I got better care.
posted by sweltering at 11:33 AM on March 10, 2015 [1 favorite]

Just nthing what emptythought said - my sister and I grew up in the same household, eating the same things, brushing/flossing/mouthwashing consistently, and Eu tenho never had a cavity in my life. She came back from the dentist two weeks ago with twelve cavities. That's the worst it's ever gotten for her, but she almost always has at least one cavity if not several at her six month dental check ups.

She and I both also have issues with drymouth, due to medications we take. And we both use drymouth-specific dental hygiene products to combat it. So, no guarantee that even if you have dry mouth (as an explanation for the continued cavities) it can be 100% resolved with something like Biotene or Therabreath.

My recommendation would be, if you can afford it or if you have dental insurance that covers it, go to the dentist 3 times a year. My dentist has recommended this for me and has said it really should be the standard of care. In addition to everything else you're doing, a little extra monitoring from the dentist may go the distance in keeping this at bay. (Oh, and shop around for another dentist, of course, because yours sounds a little too judgmental - and unhelpful - to be seeing three times a year!).
posted by nightrecordings at 7:31 PM on March 10, 2015

Mostly here to sympathize. I have excellent teeth but my gums have been inexplicably melting away for the past decade, starting in my mid-30s. So I may eventually have no teeth anyway. My dentist extolls the virtues of the proxibrush, which is part of my daily routine along with flossing, of course, and the sonicare (sensitive brush!) I also use the MI Paste mentioned above, as recommended by my dentist and periodontist. And the Pronamel, not the whitening kind of course. Waterpik with salt water to rinse. My bedtime brushing routine takes about 20 minutes, morning is faster, just brushing and waterpik. I go for professional cleanings every three months. Good diet, I exercise, I'm in good shape. Your basic boring healthy lifestyle. This is keeping my gums healthy-ish for the moment, though the recession marches on and the gaps between my teeth are pretty horrendous.

I, like you, spent lots of time feeling really bad and judged and like I wasn't doing anything right. No one in my family but me has these shitty gums. But at this point, after almost a decade where I have never once missed a day flossing or brushing, where I have semi-routine scaling and root planing and I've experienced the delights of gum grafts I have mostly given up and realized that if my teeth fall out I've done all I can. I'll probably be happy to move on to dentures even at a relatively young age. You can only do so much. Hang in there.
posted by Cuke at 7:42 PM on March 10, 2015


Dental health during pregnancy

Dental health is an important part of your overall health. It’s also an important part of your pregnancy (prenatal) care.

Pregnancy increases the risk of certain dental health problems that may lead to pregnancy complications, like premature birth.

Go to your regular dental checkups during pregnancy. Tell your dentist that you’re pregnant. Dental X-rays are safe during pregnancy.

If you’re worried about your dental health, see your dentist right away.

Brush your teeth twice a day and floss once a day.

What is dental health and how does it affect pregnancy?

Dental health (also called oral health) is the health of your mouth, teeth and gums. It’s an important part of your overall health. And if you’re pregnant, it’s an important part of your prenatal care (medical care you get during pregnancy).

Being pregnant can increase your risk for oral health problems, and these problems can affect your pregnancy. For example, some studies show a link between gum disease and premature birth. Premature birth is birth that happens too early, before 37 weeks of pregnancy. Premature babies may have more health problems at birth and later in life than babies born full term.

Taking good care of your mouth, teeth and gums during pregnancy can help you have a healthy pregnancy and a healthy baby.

How does pregnancy affect your dental health?

Changes in your body during pregnancy can affect your teeth and gums. Por exemplo:

  • You have increased levels of certain hormones, like progesterone and estrogen, in your body during pregnancy. These can increase your risk for certain oral health problems.
  • Your eating habits may change. You may eat more of certain foods during pregnancy than you did before you were pregnant. The kinds of food you eat can affect your dental health.
  • You may brush and floss your teeth less than you did before you got pregnant. This may be because your gums are tender or you’re more tired than usual. For some women, brushing and flossing may cause nausea (feeling sick to your stomach).

These changes can increase your risk for certain dental problems during pregnancy, including:

Cavities (also called tooth decay or caries). These are small, damaged areas in the surface of your teeth. Being pregnant makes you more likely to have cavities. You can pass the bacteria that causes cavities to your baby during pregnancy and after birth. This can cause problems for your baby’s teeth later in life.

Gingivitis. Gingivitis is inflammation (redness and swelling) of the gums. If untreated, it can lead to more serious gum disease. Pregnancy hormones can increase your risk for gingivitis. Sixty to 75 percent of pregnant women have gingivitis. Signs and symptoms include:

  • Redness and swelling
  • Tenderness in the gums
  • Bleeding of the gums, even when you brush your teeth gently
  • Shiny gums

Loose teeth. High levels of the hormones progesterone and estrogen during pregnancy can temporarily loosen the tissues and bones that keep your teeth in place. This can make your teeth loose.

Periodontal disease (also called periodontitis or gum disease). If gingivitis is untreated, it can lead to periodontal disease. This causes serious infection in the gums and problems with the bones that support the teeth. Your teeth may get loose, and they may have to be extracted (pulled). Periodontitis can lead to bacteremia (bacteria in the bloodstream). This is a serious condition that needs immediate treatment. Smoking is a cause of severe gum disease.

Pregnancy tumors (also called pyogenic granuloma). These tumors are not cancer. They’re lumps that form on the gums, usually between teeth. Pregnancy tumors look red and raw, and they bleed easily. They can be caused by having too much plaque (a sticky film containing bacteria that forms on teeth). These tumors usually go away on their own after giving birth. In rare cases they may need to be removed by your health care provider.

Tooth erosion. If you have vomiting from morning sickness, your teeth may be exposed to too much stomach acid. This acid can harm the enamel (the hard surface) of your teeth. Morning sickness (also called nausea and vomiting of pregnancy or NVP) is nausea and vomiting that happens during pregnancy, usually in the first few months.

What are signs and symptoms of dental problems during pregnancy?

If you have any signs or symptoms of dental problems, call your dentist. Signs of a condition are things someone else can see or know about you, like you have a rash or you’re coughing. Symptoms are things you feel yourself that others can’t see, like having a sore throat or feeling dizzy.

Signs and symptoms of dental problems include:

  • Bad breath
  • Loose teeth
  • Mouth sores or lumps on the gums
  • New spaces between your teeth
  • Receding gums (when your gums pull away from your teeth so you can see roots of your teeth) or pus along your gumline (where your gums meet your teeth)
  • Gums that are red, swollen, tender or shiny gums that bleed easily
  • Toothache or other pain

If you have pain or swelling, call your dentist right away. If you have an infection, you need quick treatment to help prevent problems for your baby.

How can you prevent dental problems during pregnancy?

Get regular dental checkups before and during pregnancy. At your checkups, tell your dentist:

  • If you’re pregnant or planning to get pregnant
  • About any medicine you take. This includes prescription and over-the-counter medicines, supplements and herbal products. Prescription medicine is medicine that your health care provider says you can take to treat a health condition. You need a prescription (an order from your provider) to get the medicine. Over-the-counter (also called OTC) medicine is medicine, like pain relievers and cough syrup, you can buy without a prescription. A supplement is a product you take to make up for certain nutrients (like vitamin B or iron) that you don’t get enough of in the foods you eat. An herbal product, like a pill or tea, that’s made from herbs (plants used in cooking or medicine).
  • If your pregnancy is high-risk. High-risk means that you, your baby or both of you are at increased risk for problems during pregnancy. Your pregnancy may be high-risk if you have a chronic health condition, you have complications from a previous pregnancy or you have other conditions that can harm your health or the health of your baby.
  • If your prenatal care provider has talked to you about your oral health

Dental checkups before and during pregnancy are important so your dentist can find and treat dental problems early. And regular teeth cleanings help keep your teeth and gums healthy.

Are dental X-rays safe during pregnancy?

sim. X-rays are part of regular dental care. Dental X-rays can show problems with your teeth, gums and the bones around your mouth. An X-ray is a medical test that uses radiation to make a picture on film. Radiation is a kind of energy that can be harmful to your health if you’re exposed to too much.

Dental X-rays are safe during pregnancy. They use very small amounts of radiation, and your dentist covers you with a special apron and collar to protect you and your baby. If your dentist wants to give you an X-ray, make sure she knows that you’re pregnant or trying to get pregnant.

How are dental problems treated during pregnancy?

If you have a dental problem that needs treatment, make sure your dentist knows that you’re pregnant. Depending on your condition, you may be able to wait for treatment after your baby’s birth. Treatments that are safe during pregnancy include:

  • Medicine, like pain relievers and antibiotics to treat infections. Your dentist can give you medicine that’s safe for you and your baby during pregnancy. If your dentist prescribes you medicine, tell you prenatal care provider. Don’t take any medicine without talking to your prenatal provider first.
  • Local anesthesia. Anesthesia is medicine that lessens or prevents pain. Local anesthesia is used in a specific part of the body, like to numb your mouth for a dental filling or to have a tooth pulled. This medicine is safe to use during pregnancy.

You can have dental treatment any time during pregnancy. If it’s elective treatment (treatment that you don’t need immediately and isn’t necessary to protect your health or your baby’s health), try to schedule it in the second trimester.


What's a Cavity?

Cavidade. That's the word no one wants to hear at the dentist's office. A cavity (say: KA-vuh-tee) develops when a tooth decays (say: dih-KAZE), or breaks down. A cavity is a hole that can grow bigger and deeper over time. Cavities are also called dental caries (say: KARE-eez), and if you have a cavity, it's important to get it repaired.

But why would your tooth develop a hole? Blame plaque. That's a sticky, slimy substance made up mostly of the germs that cause tooth decay. The bacteria in your mouth make acids and when plaque clings to your teeth, the acids can eat away at the outermost layer of the tooth, called the esmalte (say: ih-NA-mul).

If you don't go to the dentist, the acids can continue to make their way through the enamel, and the inside parts of your tooth can begin to decay. If you've ever had a toothache or heard an adult complain about one, it may have been because there was a cavity that reached all the way inside a tooth, where the nerve endings are. Ouch!

Your dentist will carefully examine your teeth and may take X-rays. If your dentist discovers a cavity, he or she can repair it for you by first removing the rotted part of your tooth with a special drill. The dentist then fills the hole in your tooth with a special material. The result is called a filling.

Does it hurt? Sometimes it does, but your dentist can give you an anesthetic (say: an-es-THET-ick). That's a kind of medicine that will numb the area around the problem tooth while you're getting your new filling.

Cavity Prevention Tips

Though cavities can be repaired, try to avoid them by taking care of your teeth. Veja como:



Comentários:

  1. Kimo

    Concedida, opinião muito engraçada

  2. Louvel

    Obrigado por escolher informações.

  3. Volar

    Outra variante é possível

  4. Miroslav

    I've thought and cleared that question



Escreve uma mensagem